RAREE SHOW 1: TETINE

10.02.15 — 21.03.15

Tetine

10 fevereiro — 21 março 
Curadoria de Bruno Mendoça

Para a primeira ocupação do espaço glory hole o pesquisador Bruno Mendonça convida a dupla de artistas brasileiros radicados em Londres – Tetine – formada por Bruno Verner e Eliete Mejorado. Com uma produção multimídia, a dupla apresenta um vocabulário híbrido e transdisciplinar cruzando linguagens e fronteiras entre os universos da música, da performance, da videoarte e do texto.

Raree Show (“Espetáculo Raro”) remonta a um tipo de entretenimento de tempos antigos (século XV na Europa, por Leon Battista Alberti) e são conhecidos em várias culturas. Um raree show poderia ser uma caixa de madeira com um buraco ou vários buracos. O interior das caixas era decorado frequentemente para se parecer com cenas teatrais. O espetáculo era acompanhado por uma recitação dramatizada, explicando o que estava acontecendo em seu interior. Na Síria Otomana a chamavam de sanduk al-ajayib (“A Caixa Maravilhosa”) que narrava histórias relacionadas com a religião e suas crenças. Na modernidade os raree shows ou peep-shows passaram a ser utilizados para apresentações de imagens eróticas e pornográficas, desde antes da virada do século XX. Em seu uso contemporâneo, um raree-show é uma apresentação por partes de filmes pornográficos ou um show de sexo ao vivo, que é visto através de um slot de visualização, que se fecha após um curto período de tempo.

Em Raree Show: 1 a dupla apresenta uma instalação composta por sketches de spoken word e experimentações sonoras que compõem uma narrativa que transita entre os campos da poesia, da literatura, do teatro, do cinema e da novela. As peças sonoras são como capítulos ou atos desta narrativa. O trabalho pode ser pensado de forma expandida como um livro, um filme ou uma peça de teatro. 

A programação do espaço glory hole continua ao longo do primeiro semestre de 2015 com curadoria de Bruno Mendonça e terá como convidados artistas como Cristiano Lenhardt e Annika Larsson, entre outros.

Tetine 53 Diamantes a collection of black stories, crimes, falsos-brilhantes & other poems (trecho) 2015 

 

Tetine é formado por Bruno Verner e Eliete Mejorado. O duo se conheceu em 1995 em São Paulo e desde então vem produzido uma vasta obra experimental trafegando pelos universos da cultura pop e das artes – produzindo trabalhos de caráter quase sempre híbridos (performances, instalações, filmes, vídeos, arte sonora, etc). 

O primeiro trabalho da dupla foi a performance Alexander´s Grave que integrava música eletrônica atonal e filmes em super 8 à narrativas e colagens textuais. Este trabalho foi apresentado no Espaço Unibanco em Belo Horizonte. Um disco com a trilha original da performance foi lançado pelo próprio selo dos artistas – High School Records. Dois anos mais tarde, a dupla lançava seu segundo trabalho, Creme, uma colaboração audiovisual com o grupo de dança UR=HOR de Adriana Banana, ex Cia de Dança Burra. O espetáculo foi apresentado no SESC São Paulo. Em 1999, criam a performance Música de Amor, apresentada no 12° Festival Videobrasil e lançam o álbum homônimo também pelo selo High School Records.

No ano seguinte, Bruno Verner e Eliete Mejorado se mudam para Inglaterra e estabelecem-se em Londres, primeiramente como artistas em residência na Queen Mary University. Em Londres começam a produzir uma série de novas performances, vídeos e projetos apresentando-se em diversos espaços culturais.

Tetine2 

Em 2002 lançam pelo selo Sulphur Records o disco Tetine vs. Sophie Calle – Samba de Monalisa, uma colaboração em áudio com a artista francesa Sophie Calle, tendo sua estreia na Whitechapel Gallery e apresentam também por 4 anos o programa de rádio Slum Dunk na radio-art inglesa “Resonance FM” . Recentemente lançaram o álbum In Loveland With You com participação do artista Arnaldo Batista.

Com vários álbuns lançados por diferentes selos entre o Brasil e a Europa, além de uma vasta obra audiovisual, o Tetine tem apresentado seu trabalho em diversas exposições, festivais e eventos ao redor do mundo, em espaços tais como The Barbican Centre, Tate Modern, Queen Elizabeth Hall e Gasworks Gallery em Londres; Bienal de Liverpool; Goethe Institute de Munique; Festival Resfest; Galeria Vermelho, Itaú Cultural, SESC e Instituto Tomie Ohtake em São Paulo; na antiga Fundição Progresso (ao lado do grupo Chelpa Ferro) e Oi Futuro na cidade do Rio de Janeiro; 3a Bienal da Bahia; Museo Tamayo de Arte Contemporânea, Cidade do México; Museu Serra Alves e Casa da Música na cidade do Porto e Galeria Zé dos Bois em Lisboa; Centre D’art Contemporain de Basse-Normandie; Palais de Tokyo, Paris; Frankfurter Kunstverein, Frankfurt; Manifesta 7 em Trentino/Alto Adige; Trienal de Milão, Stenersenmuseet e Museum for Samtidskunst / Nasjonalmuseet em Oslo, AGORA – Bordeaux Bienalle; Kunsthalle Zurich, entre outros.

53 DIAMANTES A COLLECTION OF BLACK STORIES, CRIMES, FALSOS-BRILHANTES & OTHER POEMS BY TETINE (BRUNO VERNER & ELIETE MEJORADO).PDF

Share on FacebookTweet about this on TwitterGoogle+Pin on Pinterest