Regina Vater

  • Facebook
  • Twitter
  • E-mail
  • WhatsApp

Rio de Janeiro, 1943

Vive e trabalha no Rio de Janeiro


Em pesquisa que abrange as relações entre sociedade, natureza e tecnologia, Regina Vater desenvolve, ao longo das últimas quatro décadas, um corpo de trabalho complexo e sofisticado que contribui de maneira expressiva para o debate sobre a emergência de uma ecologia midiática nos âmbitos da arte e da vida contemporânea. A natureza poética, ativista e ecológica de sua obra foi sempre tecida em impulsos transmidiáticos, onde a linguagem de cada trabalho se apresenta como mais um desdobramento de seus interesses.


Seu trabalho foi recentemente exibido  em mostras individuais no MAC Niterói,  Oi Futuro Flamengo e  Centro Cultural Candido Mendes, no Rio de Janeiro. Vater participou também de importantes mostras coletivas, como: Radical Women: Latin American Art 1960-1985, organizada pelo Hammer Museum, Los Angeles - com itinerâncias no Brooklyn Museum, NY e Pinacoteca do Estado, São Paulo, Feminist Avant-Garde of the 1970s, organizada pela coleção SAMMLUNG VERBUND, ArteVida - Parque Lage, Rio de Janeiro, Subversive Practices - Kunstverein, Stuttgart e História da Sexualidade - MASP - São Paulo.


Os trabalhos de Regina Vater fazem parte de importantes coleções, como: MoMA (Nova York), Bibliothèque Nationale (Paris), SAMMLUNG VERBUND Collection (Viena), Blanton Museum of Art (Austin, EUA), San Antonio Museum of Art (Texas, EUA), ArtPace Foundation (San Antonio, EUA), Latin America Collection of the University of Essex (Inglaterra), Marvin and Ruth Sackner Visual Poetry Archives (Miami), Long Beach Museum of Art (Los Angeles), CAYC - Centro de Artes Y Comunicación (Buenos Aires), Museu de Arte Moderna (Rio de Janeiro), Museu de Arte Moderna (São Paulo), Museu de Arte Contemporânea - USP (São Paulo) e Museu Nacional de Belas Artes (Rio de Janeiro).

  • Facebook
  • Twitter
  • E-mail
  • WhatsApp