Martha Araújo

  • Facebook
  • Twitter
  • E-mail
  • WhatsApp

Maceió, Brasil 1943

Vive e trabalha em Maceió


Desde o início da década de 1980, o trabalho de Martha Araújo se concentrou nos limites do corpo, compreendido aqui tanto em seu sentido físico quanto metafórico. Ao interagir com as roupas e objetos produzidos pela artista, além de com outras pessoas, o corpo do indivíduo torna-se, para todos os efeitos, um corpo comunitário e coletivo.


Em 2015, Martha Araújo teve sua primeira exposição individual na Galeria Jaqueline Martins, Para um corpo pleno de vazios . Em 2016 fez parte da coletiva Resistance Performace - Estratégias Estéticas sob Regimes Repressivos na América Latina no Migros Museum, Suíça, e em 2017 foi escolhida para fazer parte da importante mostra retrospectiva Radical Women: Latin American Art, 1960–1985 , organizada pelo Hammer Museum, Los Angeles e com itinerâncias no Brooklyn Museum, Nova York e Pinacoteca do Estado, São Paulo.

  • Facebook
  • Twitter
  • E-mail
  • WhatsApp