Dudu Santos

  • Facebook
  • Twitter
  • E-mail
  • WhatsApp

São Paulo, Brasil, em 1943. 

Vive e trabalha em São Paulo. 


Dudu Santos é pintor, cenógrafo, ilustrador, curador e professor. Entre 1959 e 1963, frequenta o curso de formação de professores de desenho da Faap, onde estuda pintura com Eduardo Sued (1925), Mário Gruber (1927) e Yolanda Mohalyi (1909 1978); desenho com Nelson Nóbrega (1900-1997) e Renina Katz (1926); mosaico e afresco com Joaquim Rocha Ferreira (1900-1965); gravura com Marcelo Grassmann (1925), Darel (1924) e Mário Gruber e escultura com Caciporé Torres (1935). Em 1966, leciona desenho e pintura no Ateliê Via Veneto, de Nieta Lex. Além dessas atividades, realiza os cenários das peças Knock ou Triunfo da Medicina, de Jules Romain em 1960 e Tríade em 1993; produz as capas dos livros de Paulo Bonfim, Leila Gouvea, Arruda Camargo e Antônio Penteado Mendonça


Ao longo de sua carreira, realizou exposições individuais no Museu de Arte Moderna da Bahia / Solar do Unhão (Salvador, BA) em 1974, Documenta Galeria de Arte (São Paulo, SP) em 1984, Moira Galeria de Arte (Lisboa, Portugal) em 1991, Mônica Filgueiras Galeria de Arte (São Paulo, SP) em 1998, Galeria de Arte da Casa do Brasil (Madri, Espanha) em 1999, entre outras. 


Recentemente apresentou as exposições "Contra o vazio" em 2018 e “Nada é de verdade mas é tudo real” em 2016, ambas na Galeria Jaqueline Martins (São Paulo, SP). Participou também de diversas exposições coletivas em galerias e instituições tais como Museu de Moderna de São Paulo (MASP, São Paulo, SP), Museu Nacional de Belas Artes (Rio de Janeiro, RJ) e no Museum de Belas Artes Atami (Moa, Atami, Japão) em 1990, “Anos 80 e 90 no MAC”, Museu de Arte Contemporânea de São Paulo (MAC/USP, São Paulo, SP) em 1998 e ‘’Só para os Raros, só para Loucos’’ com curadoria de Daniela Name, Galeria Jaqueline Martins (São Paulo, SP) em 2011.

  • Facebook
  • Twitter
  • E-mail
  • WhatsApp